Notícias

Nelson Pereira dos Santos e Helena Jobim, nas filmagens em Florianópolis

Notícias

13.06.2012

FAM 2012: 16 anos de festival e fórum audiovisual do Mercosul

O Florianópolis Audiovisual Mercosul - FAM 2012, festival e fórum consagrado como um dos acontecimentos audiovisuais mais importantes do Sul do Brasil, celebra sua 16ª edição, de 15 a 22 de junho, no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina. O FAM 2012 tem patrocínio da Lei de Incentivo à Cultura, Funcultural da Secretaria de Turismo, Cultura e Esportes/Governo do Estado de Santa Catarina, Eletrobras/Eletrosul, Petrobras, Ministério da Cultura/Governo Federal, com realização da Associação Cultural Panvision.

Nesta edição serão exibidos 70 filmes do Brasil e de países como Argentina, Uruguai, Chile, Peru e Venezuela, muitos deles produzidos em coprodução por meio dos acordos bilaterais dentro do Mercosul. Assim como ocorre desde a primeira edição, serão priorizados os debates em torno desses acordos e, também, as formas de produzir, distribuir, exibir e as estéticas comuns aos países membros.

O FAM 2012 abre na noite de 15 de junho, com cerimônia a partir das 19 horas, seguida do lançamento no Brasil do mais novo filme de Nelson Pereira dos Santos, A luz do Tom, com a presença do diretor, às 21 horas. O documentário inédito do renomado diretor de 83 anos, codirigido por Marco Altberg, é baseado no livro “Antônio Carlos Jobim: um homem iluminado”, escrito por Helena Jobim, irmã do maestro. Retrata histórias de Tom Jobim através de mulheres importantes na sua vida: sua irmã Helena, a primeira esposa Thereza e a segunda, Ana. A entrevista com Helena foi filmada em Florianópolis em 2008.

TRÊS NÃO-COMPETITIVAS
O festival terá três mostras não-competitivas: Mostra de Longas Mercosul, a principal, sempre às 21 horas, no Auditório Garapuvu, com capacidade para 1,4 mil lugares. Entre os longas, estão a ficção Febre do Rato, de Cláudio Assis, sobre um poeta inconformado e anarquista, editor de um tabloide, e Pegadas Salgadas, de Luciano Burin, documentário sobre o surf em Florianópolis. As demais não-competitivas são a Mostra Homenagem Nelson Pereira dos Santos, que está ocorrendo antes do evento, de 11 a 13 de junho, com exibição de seis filmes, encerrando com o lançamento de A luz do Tom, na abertura, e a Mostra Outros Olhares, com curtas-metragens do Uruguai.

QUATRO COMPETITIVAS
Quatro outras mostras são competitivas: Mostra de Curtas Mercosul (35 mm/digital), com 20 filmes de ficção, documentário e animação, e mais três convidados, fora da competição: El hombre que estaba entre la gente, de Manuel Loyola Bahrs, do Chile, Ni una sola palabra de amor, de Javier Rodriguez, Argentina, e Dr. Seymour, de Alfonso Guerrero (Uruguai); Mostra Infanto-Juvenil (seis filmes para uma plateia formada principalmente por alunos de escolas públicas, entre eles o documentário argentino convidado Mi Primer Mundo, de Carolina Bravo), Mostra Catarinense (sete filmes realizados em Santa Catarina, de curta e média-metragens) e DOC FAM, exclusiva para documentários, com seis filmes, entre eles El Polonio, de Daiana Rosenfeld, da Argentina, o único participante estrangeiro, e o brasileiro Os Últimos Cangaceiros, de Wolney Oliveira..

POLÍTICA DO AUDIOVISUAL
O Fórum Audiovisual Mercosul, com três painéis, dias 20 e 21 de junho, terá a presença de Manoel Rangel, presidente da Ancine - Agência Nacional de Cinema, Liliana Marzure, presidenta do INCAA - Instituto Nacional de Cine y Artes Audiovisuales da Argentina e Martin Papich, presidente do ICAU - Instituto del Cine y Audiovisual do Uruguai.
Este ano o debate será ampliado e terá como temáticas os recentes acordos bilaterais de coprodução entre Brasil-Argentina e Brasil-Uruguai, a Lei 12.485/2011 (lei das cotas de produção nacional nas TVs pagas) e os investimentos do Fundo Setorial do Audiovisual (em 2012 serão R$ 205 milhões para quatro linhas de ação).

OFICINA TRANSMÍDIA
O FAM sedia também a segunda oficina do Programa Mercosul Audiovisual, com financiamento da União Européia e Mercosul, de 16 a 18 de junho. A oficina gratuita “A criação transmídia – produção audiovisual no conceito transmídia” contemplará 30 profissionais de pequenas e médias empresas do setor audiovisual com atuação no Mercosul.
O Programa Mercosul Audiovisual faz parte da Reunião Especializada de Autoridades Cinematográficas e Audiovisuais do Mercosul (RECAM), que é o órgão consultor na temática cinematográfica e audiovisual, formado pelas autoridades governamentais nacionais no tema.
A Entidade Executora do Programa é o Instituto Nacional de Cine y Artes Audiovisuales (INCAA) da Argentina.

HISTÓRICO DO FAM
Em 1997, a Panvision deu vida ao FAM. Em todos esses anos, o FAM conquistou o reconhecimento do público e da classe pelo trabalho de difusão cultural das diversas cinematografias do Brasil e dos países do Mercosul.
A história do FAM é uma história de sucesso, de ineditismo e de um constante aperfeiçoamento dos canais de comunicação entre público e profissionais do setor audiovisual no Brasil e nos países do Mercosul.
O objetivo de fomentar a formação de público, difundir obras inéditas e viabilizar o debate de temas da plataforma audiovisual tem sido atingido. Mais do que isso, a cada ano aumenta a procura do público e a participação de cineastas, diretores e produtores do mercado audiovisual que atuam no Brasil e nos países do Mercosul.

voltar